20 de julho de 2012

A FLOR AMEAÇA(AMA)DA




Que de fraca apenas o coração.
Aquele fraco forte, de alma sonhadora, amadora, alegre que ama.
Forte deveras é.
Essa — Esta flor.
Que nem a morte com sua foice exuberante a faz sentir-se ameaçada.
Flor que cai uma pétala.
(outra, outras e...) ,uebras, o corpo presente.esma e com ela mesma e seu coraççada.
.
Quebra o caule, tornam-se cinza os tons.
E ainda sim, sempre.
Ressuscita-se se amando, ameaçando ela mesma seu próprio coração.
Flor que rima com amor.
(pois, simples acredita-se)
De carne, corpo presente.
(deleite, sabor, saliva em seu ardor)
Olha ai.
Novamente o amor.
(outro, outros e...)


.

19 de julho de 2012

Desenho, Sem Título, Papel A4 (75g/m² 210mm x 297mm)
Caneta nanquim.

17 de julho de 2012

Desenho, Sem Título, Papel A4 60 kg (120g/m² 210mm x 297mm)
Caneta esferográfica.

13 de julho de 2012

Desenho, Sem Título, Papel A4 (75g/m² 210mm x 297mm)
Lápis de cor e pincel permanente.






12 de julho de 2012


Para Mozart e eu numa manhã de janela aberta e coração fechado.



Desenho, Sem Título, Papel A4 (75g/m² 210mm x 297mm)
Lápis de cor e grafite.